Primeiros dias dentro do Uruguai

Bom dia amigos e amigas da Camicleta.

    Para aqueles que além  do site Camicleta nos acompanham no Facebook ( motorhome camicleta ), sabem que estamos agora viajando pelo Uruguai. Entramos  neste país vizinho por Acegua, e lá demos entrada formal no País. Não  houve burocracia, pediram nossos documentos, demos o passaporte,  preenchemos uma ficha, mostrei a carteira de habilitação e carta verde. Essa um caso a parte, porque em Acegua não queriam fazer para motorhome, até que depois de insistência e telefonemas com a agência  que fica em Bagé, autorizaram a emissão.

    Como chegamos em Acegua pela tarde e não conseguimos logo a carta verde, dormimos na rua em frente no posto Ipiranga, numa rua em frente que ainda fica no lado brasileiro, porque Aceguá , Br,  faz fronteira naquele ponto com o Uruguai, na cidade de Acegua, Uy.

   No outro dia seguimos destino paro o Uruguai,  já pela tarde, uma vez que fizemos a CV (carta verde), colocamos um bujão de gás novo, fizemos um pequeno rancho.

   Logo na frente demos carona a dois estudantes brasileiros que foram a Montevideu. Na estrada quando começou a chegar  a tardinha resolvemos parar para dormir no primeiro lugarejo que passamos. Até esse momento já  havíamos passado por Melo que fica bem próximo, pela pequena cidade de Treinta y Tres, onde compromas um chip movistar para acessar internet. A cidade por sinal é  muito organizada e bonita, com suas construções antigas, e tem uma bela praça central.

   O local que paramos na rota 8, de nome Mariscala é bem concorrido a noite por camioneiros, que ficam ali pernoitando. Neste local ficamos em frente ao comércio “Al Paso” onde a noite comemos uma “assado de tiras”, com batatinhas.

   A noite muito tranquila, embora na beira da estrada não passaram muitos carros. Pela manhã após o café  e o tradicional chimarrão, seguimos em frente até a próxima cidade onde paramos para almoçar, aí que conhecemos Minas no Uruguai. Um lugar com parques e cidade antiga. Fomos para o parque RODO onde a Lilian preparou nosso almoço.

  Após seguimos do parque até  o camping Arequita que fica ao pé  do monte Arequita, aida em Minas. Ficamos uma noite ali, muitas famílias acampavam com barracas e faziam fogo de chão onde assava seus churrascos.

Acima uma família que acampava.

Acima nosso acampamento. Uma Patrícia bem gelada, uns picadinhos e depois dormir.

    Amanhãceu o dia e fomos para a caminhada.

Olha a altura do monte.

Seguimos em frente.

Chegamos ao topo, após uma caminhada por dentro da mata, que é  bem limpa e tranquila embora não  tivesse marcações do caminho.

Em cima tudo vale muito, a vista e demais.
Fica essa dica de passando pela rota 8, no Uruguai, uma paradinha em Minas, que além  de outros campings,  oferece atrativos naturais e parques.

  De Minas seguimos para Punta Del Est, que fica para a próxima postagem.

Não  esqueçam de dar uma olhadinha na Rede de Apoio ao Viajante, que criei para auxiliar os viajantes que forem voluntários.

Fiquem com DEUS e até a próxima! 

 

Compartilhar

DE BAGE PARA ACEGUA

Boa tarde amigos e amigas da Cami.

Hoje dia 5 de novembro de 2016, saímos do Parque do Gaúcho em Bage para a cidade de Aceguá, Br, que faz fronteira com a cidade de Acegua no Uruguai.

A distância é de uns 60 km, até que é pertinho, a paisagem são as pastagens de gado durante o caminho que é plano e asfaltado.

Lá em Acegua tem alguns free shopping, mas temos que ser como sempre muito honestos, vale ir para dizer que conhece ou se estiver perto como é o caso, comprar um queijo, vinhos ou algo assim, porque a cidade não oferece nada mais, pelo menos durante o dia. As mercadorias do ramos de eletrônicos é muito fraca, nada de lançamentos, ou sofisticado.

Apenas uma rua, Acegua no Uruguai, com quatro ou cinco lojas pequenas, nada comparado a Riviera ou Chuy, menor ainda que Rio Branco que divisa com Jaguarão, resta apenas Aceguá no RS, que ainda reserva algumas lojas, bancos, restaurantes , formando uma pequena comunidade.

Compartilhar